Mestre dos Centavos

Sem medo, sem desculpas, apenas resultados.

sábado, 28 de março de 2015

Atualização Patrimônio Financeiro MAR/15: R$ 19.127,25 ou + R$ 3.895,05 (+25,57%)

Olá Soldados!!!


Bravos companheiros da IF, é com muito orgulho que venho aqui mais uma vez divulgar os meus resultados financeiros do mês. Apesar de tudo o que anda acontecendo no país vide protestos, guerras políticas, escândalos, corrupção, inflação e blá blá blá, consegui ter um bom rendimento no meu patrimônio.

Devido a minha inexperiência na gestão dos meus ativos andei cometendo algumas gafes na ultima atualização e uma delas era o nome na qual eu dava para um FII que na verdade se tratava simplesmente de empréstimos.

Complicações surgiram, continuaram e foram superadas.















É, agora eu sei que FII quer dizer fundos imobiliários.
Passado a gafe,  que vergonha,  resolvi colocar tudo na ponta do lápis e divulgar o meu patrimônio e suas reais alocações.

Vamos aos números!


poupança
 R$   2.638,00

emprestimos a receber
 R$ 14.425,00

aportes
 R$      650,00

emprestimos recebidos
 R$      870,25

juros de emprestimos
 R$      339,75
2,36%
juros poupança
 R$        14,25
0,54%
sobras
 R$      190,00

SALDO ATUAL
 R$ 19.127,25






Como vocês podem ver a maior parte do meu capital está imobilizado em empréstimos a receber, porém notem que o retorno que tive no mês somente com a quantia de R$ 14.425,00 foi de R$ 339,75, ou seja, 2,36% referente ao capital emprestado. Lembrando que esse percentual não se repete todos os meses pois há empréstimos que se encerram e outros que se iniciam conforme minha disponibilidade de caixa.

O aporte neste mês foi regular dado meu salário atual, esses empréstimos a receber são o valor exato que foi emprestado a algumas pessoas, ou seja, os juros cobrados não estão embutidos nele. Conforme eu for recebendo o montante eu vou subtraindo do mesmo e jogando ou na poupança ou em novos empréstimos mais os juros cobrados no período. Parece confuso mas garanto que está dando certo pra mim.

Meu patrimônio cresceu 25,57% em relação a minha ultima atualização devido aos ajustes que fiz considerando os empréstimos que tenho a receber mas sem contar os juros cobrados.

Sei que não foi muito inteligente da minha parte imobilizar quase todos os meus recursos em empréstimos porem ao consultar outras alternativas de investimentos não vi nenhum retorno satisfatório e resolvi me aventurar nesta parada de agiotagem.  Entretanto, agora que estou em uma fase de estudos sobre investimentos (renda fixa e variável), pretendo coletar todo este capital o mais rápido possível e começar a investir em outras alternativas de renda como por exemplo ações, etc. Claro que tudo será estudado antes.

Pois é soldados, não tenho muito mais a dizer, somente agradeço a visita dos senhores e lhes peço que me acompanhem nesta empreitada pra ver até onde vai essa minha história. Afinal, até onde pode chegar um cara que não conhece nada de investimentos e que não ganha nem 2 mil reais???

$$$

sábado, 21 de março de 2015

O trabalho do Mestre dos Centavos

Olá Soldados

Como os senhores viram no ultimo post passei por algumas eventualidades na qual fui retirado da rota por alguns dias e que me fudeu complicou em alguns aspectos do meu dia a dia.


O perrengue


Para resumir bem a história fiz uma pequena cirurgia para a retirada de uma pedra no rim através do meu canal urinário. (sim confrades, me ferrei mais uma vez). Fiquei alguns dias com a porra de uma sonda enfiada no meu pênis  e impossibilitado de levantar da cama. 

O pior mesmo foi quando foram tira-la de mim. misericórdia que dor. Passado essa fase tenebrosa agora estou em processo de recuperação e já estou disponível para dar continuidade ao blog.

Viremos está pagina assombrada e partimos agora para o próximo capítulo.

O objetivo  desse post é falar sobre o meu trabalho para que vocês conheçam um pouco mais do meu dia a dia de uma forma até bem pessoal, simples assim.


O trabalho


O trampo em si não é difícil, trabalho em uma empresa muito grande na área de commodities, para quem não conhece, o termo commodities são produtos de baixo valor agregado como por exemplo soja, milho, trigo etc.  Executo tarefas administrativas de media a baixa complexibilidade.  Tenho contato com números e pessoas, ou seja, um misto de humanas com exatas. O calcanhar de 
Aquiles da função que desempenho na minha opinião é a centralização das decisões, digo isso pois não tenho  nenhuma autonomia para tomar decisões estratégicas e estas ficam a cargo da gerência que por muitas vezes se torna um saco por engessar nosso trabalho e isso nos faz depender da disponibilidade e da boa vontade dessas pessoas.  Uma das vantagens que tenho é que trabalho apenas com mais uma pessoa, ou seja, não é um ambiente com um monte de gente trabalhando e sondando a sua vida, é somente eu e mais um parceiro(a).

Nesta empresa em questão existe sim o ambiente corporativo onde trabalham cerca de 20 pessoas todas juntas, mas o setor da qual sou responsável exige essa separação e por isso trabalho eu e mais um em uma sala isolada. Devido a isso posso acessar a internet a hora em que eu quiser sem ninguém ficar me bisbilhotando, posso ouvir uma musica sossegado, posso ligar e assistir a TV e dar aquela relaxada na hora que bem entender. Tudo isso já não pode ser feito no ambiente corporativo porque os chefes estão lá atentos com o chicote na mão de olho em todo mundo.


É desse jeitinho ai

Uma vez eu fui convidado para trabalhar lá, inicialmente eu havia entrado direto no setor que estou hoje mas como eu era meio novato na época tive a ilusão de que trabalhar lá junto com a galera ia ser muito bom, tic, tic, tic, ledo engano.

E lá se vai o Jaguara aqui trabalhar de mãozinha dada com os coleguinhas do corporativo, um  ambiente hostil  e nebuloso onde era um querendo engolir o outro seja passando a rasteira ou ainda dando aquela esticada de pescoço pra ver quantos relatórios o outro já fez esperando o primeiro deslize do colega. Essas coisas me deixavam puto, e além disso tudo as cobranças quase triplicaram quando fui pra lá. Neste tempo eu parei, pensei e analisei a situação e cheguei a conclusão de que não valeria a pena trabalhar no corporativo pois além de tudo meu salário havia diminuído. Isso mesmo, diminuído. Foi meio que uma promoção inversa, pois quando eu trabalhava no outro ambiente por trabalhar a noite e em feriados eu ganhava bem mais. Sim, no outro setor eu trabalhava em um horário diferenciado, eu explicarei sobre isso mais a diante.


Como escolhi mal esse caminho


Diante destes fatos analisei as possibilidades de uma ascensão ou promoção trabalhando neste ambiente vi que a mesma seria bem difícil e então resolvi voltar para o meu antigo setor pois eu tinha ido para o ambiente em questão em fase de teste.  Escolhi permanecer no primeiro departamento pois era onde eu tinha muito mais tranqüilidade  no trabalho, menos estresse,  mais liberdade e uma melhor remuneração contra a desvantagem de ficar ainda mais distante de uma possível promoção devido a baixa exposição que eu teria por trabalhar em um departamento isolado. Ainda assim foi a melhor escolha.

Dito isto agora gostaria de convidá-los para a parte que eu acho mais interessante deste trabalho, ou seja, o horário.


O Horário




Pra início de conversa não tenho um emprego com um horário formal como a maioria dos trabalhos.  Geralmente os horários de trabalho da galera são de segunda a sexta das 8:00 as 18:00, alguns trabalham ao sábados  e outros aos domingos.  

No meu caso o horário de trabalho funciona da seguinte forma:

Primeiro:  Trabalho em escala 6x2, ou seja, trabalho 6 dias e folgo 2 dias.

Segundo: Trabalho em escalas de turno, ou seja, sempre troco de horário.

Terceiro:  Trabalha-se aos sábados domingos e feriados.

Vejam a escala a seguir:

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
DOM
SEG
TER
QUA
QUI
SEX
SAB
DOM
SEG
TER
QUA
QUI
SEX
SAB
DOM
SEG
















3
3
3
3
3
3
F
F
2
2
2
2
2
2
F
F

17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
F
TER
QUA
QUI
SEX
SAB
DOM
SEG
TER
QUA
QUI
SEX
SAB
DOM
SEG
TER















1
1
1
1
1
1
F
F
3
3
3
3
3
3
F
Legenda 1= 07:00 as 15:00 /  2= 15:00 as 23:00 / 3= 23:00 as 07:00  F= Folga

Horário 1:  trabalho 6 dias das 7:00hs as 15:00hs, folgo dois dias e volto a noite.

Horário 2: Trabalho 6 dias das 23:00hs as 07:00hs, folgo dois dias e volto a tarde.

Horário3: Trabalho 6 dias das 15:00hs as 23:00hs folgo dois dias e volto de manhã.

Este ciclo se repete sempre, logo há semana que tenho a manhã livre, já na outra tenho o resto da tarde e na outra tenho o dia livre. (lembrando que quando estou a noite eu durmo no período da manhã).


Eu gosto deste horário?


Tem muita gente que acha que o horário é ruim, mas eu particularmente não acho isso pois encontro muitas vantagens de se trabalhar assim.


Pra mim trabalho sempre será obrigação, uma bosta auhushuhauhsuhas


As vantagens


·         Odeio acordar cedo, logo não preciso acordar cedo o mês inteiro.
·         Tenho horário disponível para resolver compromissos que só poderiam ser resolvidos em horário comercial como por exemplo ir ao banco.
·         Não preciso implorar pedir  pra patrão algum para poder sair mais cedo para resolver algum compromisso.
·         Posso fazer transações (compra e venda de veículos), ir no órgão de trânsito, transferir,  sem problemas com horário pois é só me programar.
·         Nem sempre quando estou no horário da noite tenho trabalho a fazer, neste caso quando não há trabalho durmo a noite inteira.
·         Posso ir ao supermercado em horários que tem pouca gente (geralmente de manhã), fazer compras tranqüilo, ir nas lojas, pagar contas em horários mais sossegados.
·          Ganho mais pois quando a escala cai em um feriado tem as horas extras e a noite ganho adicional noturno.
·         Posso malhar em horários mais tranqüilos.
·         Resumindo: Essa "flexibilidade”  nos horários me dão uma certa liberdade.


As desvantagens


É, achou que tinha só moleza né? vai vendo!

·         Trabalhar a noite é uma merda, dá sono pra caralho.
·         Quando trabalho a noite, o sono do dia é uma porcaria pois não se consegue dormir com qualidade devido aos barulhos das pessoas nas ruas.
·         Não dá para ter um compromisso que tem horário fixo como por exemplo estudo presencial.
·         Perde-se muitos churrasquinhos com amigos, principalmente no final de semana.
·         Se tiver um show ou evento na qual eu queira ir, se cair no dia do meu trabalho e coincidir os horários, não poderei participar.
·         Para pegar um sábado e domingo de folga demora quase 40 dias.


Conclusão


Como viram soldados, a coisas boas e ruins neste modelo de horário de trabalho,  porem eu ainda prefiro assim, pois ficar preso a uma rotina de escritório de segunda a sexta não é para os meus nervos.

Não vou me aprofundar em maiores detalhes do meu trabalho se não daqui a pouco todo mundo vai descobrir minha identidade secreta e o mundo conhecerá quem está por detrás da máscara do Mestre dos Centavos. uahuahuhsuhuhaus.

Por enquanto é isso soldados, aos poucos vou me apresentando a vocês e mostrando que até um trabalhador comum mesmo diante de uma série de adversidades pode sonhar com a busca da independência financeira.


$$$