Mestre dos Centavos

Sem medo, sem desculpas, apenas resultados.

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Atualização Patrimônio Financeiro AGO/15: R$ 14.741,20 ou - R$ 14.781,58 (-50,06%)

Olá Soldados

Estou passando pela primeira grande queda do meu patrimônio, queda esta que significa metade do pouco que conquistei até o momento. Como estou reagindo a isso?





A grande maioria aqui sabe que comprei um carro por questões de conforto e necessidade, não estou arrependido, ele está me servindo muito bem e não é 15 mil reais que irá consumar minha eterna pobreza.  Estou muito feliz com a minha aquisição e não tenho mais nada a dizer sobre isso.

A galera sabe também que estou passando por uma fase de problemas com saúde mas nada que não possa ser superado. Como disse o capitão Jack sparrow em um dos seus filmes: "Problemas surgiram, persistiram, mas foram superados".



Simples assim marujos




Chega de conversa e vamos aos numbers!


SALDO ANTERIOR
 R$  29.522,78


poupança
 R$    1.086,20
emprestimos a receber
 R$  13.655,00
tesouro direro LFT
 R$              -  
aporte
 R$              -  


SALDO ATUAL
 R$  14.741,20


DIFERENÇA
 R$ (14.781,58)

Queda em torno de 50,06% do patrimônio, o que dá em números a quantia de R$ 14.781,28.

Meu patrimônio atual é de R$ 14.741,20, onde 90% está imobilizado nos empréstimos a receber e o restante está na poupança.

Obs: Conforme eu for recebendo vou ter que depositar a grana na poupança pois dado as atuais circunstâncias vou precisar de bastante liquidez.

Neste mês não houve aportes pois ele foi usado para começar a quitar a grana que a minha parceira adiantou para a compra do meu batmovel.  

Obs: Minha conta do face foi bloqueada pelo Facebook e infelizmente não consegui recupera-la. O Facebook me pediu para apresentar alguns documentos mas como uso perfil fake, sabe comé né rs.

Criei outro perfil e se alguém quiser me adicionar é só entrar por esse link:

https://www.facebook.com/profile.php?id=100010128730090

Vou encerrando por aqui confrades, não tenho muito mais a dizer, o momento da cirurgia se aproxima e prometo fazer um post antes de ir pra faca. rs

A musica de hoje remete ao meu sentimento sobre os problemas que tenho enfrentado e sobre os que terei que enfrentar. Aqui é olho do tigre irmão.





Grande Abraço

sábado, 22 de agosto de 2015

O problema de saúde do Mestre dos Centavos

Confrades...

Como alguns de vocês sabem estou passando por um problema de saúde meio complicado, problema esse que infelizmente atrasará os meus objetivos profissionais e pessoais. Este é um blog que trata de assuntos relativos a finanças mas quando se trata de saúde dinheiro tá bem ali do lado. Gostaria de agradecer a galera que se manifestou preocupada com a minha saúde afinal somos companheiros de estrada pois o nosso objetivo que é a independência financeira é o mesmo ainda que tomado por caminhos diferentes.

Sei que não devo me abater pois é de meu conhecimento que essas eventualidades do cotidiano se estende a todo e qualquer ser humano que habita este planeta. Sei que neste exato momento existem pessoas por todo o mundo enfrentando canceres terminais, dores insuportáveis, fome, miséria, problemas conjugais, financeiros, etc, etc...

O fato é que imprevistos acontecem  e para estes nem sempre estamos preparados, podemos nos prevenir, mas ainda sim algumas circunstâncias nos pegam de calças curtas. rs

A doença



Recentemente desenvolvi uma doença degenerativa que ataca a estrutura óssea do corpo  fazendo com que uma determinada região do osso pare de receber sangue, e devido a isto esta região acaba se desgastando. Estou com uma doença chamada de artrose femoral, ou seja tenho uma artrose na cabeça do fêmur esquerdo próximo a região da bacia.

Tudo começou  de repente, do nada, eu estava no trabalho e sem mais nem menos minha coxa esquerda começou a doer, achei que iria passar mas não passou. Comecei a mancar e não parou mais. Procurei um hospital, fiz um raio x mas não tinha dado nada. O médico me receitou um anti-inflamatório tomei mas não resolveu. Procurei um outro médico, fiz um ultrassom e  fui diagnosticado com tendinite(inflamação do tendão). O doutor me orientou a fazer fisioterapia e fiz 8 seções mas meu problema persistia. A fisioterapeuta preocupada me orientou a procurar um medico especialista em quadril pois ela suspeitava que o problema era no quadril.  Fiz uma série de exames, ressonância magnética e finalmente o problema específico foi encontrado. A artrose femural. A tendinite do diagnostico anterior era em decorrência de estar andando mancando ocasionando a inflamação do tendão, este não era o problema e sim uma consequência da artrose.


Sintomas

O primeiro sinal pode ser um pouco de desconforto e rigidez na virilha, nádega, coxa ou quando você acordar pela manhã. As dores podem ser mais fortes quando estiver em movimento e devem melhorar quando em descanso. Se não receber tratamento para a doença, a condição ficará pior e até em descanso não haverá alívio da dor. A articulação do quadril ficará dura e inflamada. Isso afeta a nossa qualidade de vida pois fica complicado ir aos lugares mancando. rs

Sintomas comuns da artrose do quadril
  • Dificuldade de cruzar as pernas
  • Dificuldade de colocar sapatos e meias
  • Dificuldade de lavar os pés
  • Dificuldade de caminhar
  • Mancar
  • Dificuldade ficar em pé por longos períodos

Causas

Tanto nas consultas que tive com os médicos tanto nas minhas pesquisas pela internet a doença é idiopática, ou seja, não tem causa específica, ela pode vir em decorrência do uso excessivo de álcool(não é meu caso), uso excessivo de corticoides(não é meu caso) lesão(não é meu caso) idade avançada(não é meu caso) ou doenças relacionadas ao sangue(pode ser meu caso), seja, diabetes, anemia, sangue grosso, reumatismo etc. Fiz exame de sangue mas não de nada. As chances segundo os médicos da doença atacar o outro lado do quadril  são de 50%. Isso pode acontecer logo ou depois de alguns anos.

Dica do senhor Julius: não fiquei convencido com uma única opinião, procure a opinião de outros profissionais

Prevenção

Algumas medidas podem ser tomadas para prevenir este problema, algumas delas são: Atividades físicas, alimentação saudável, perda de peso(se for obeso) e sempre fazer um check up anual pra ver se está tudo bem com o seu organismo.

Eu particularmente nunca fui de procurar médico para faze check up, só ia quando estava com algo que remédio não curava. Típico brasileiro,  Aliado ao fato de estar em uma fase muito sedentária  comendo porcarias onde acabou dando  nisso.

Tratamento

Sim, existe tratamento. Ufa, ainda bem! Porem... no meu caso como a doença já está em um estágio um pouco mais avançado a única solução é a intervenção cirúrgica. Ou seja, entrar na faca.

Vou fazer uma cirurgia chamada Artroplastia do quadril. Este procedimento consiste em tirar fora a parte afetada pela doença e substituir por uma prótese.

Mais ou menos assim:

 
Prótese


Felizmente, se é que pode se dizer assim, a doença geralmente foca em uma determinada região, no caso a região femoral, raramente ela afeta outras regiões do corpo.

Segundo o médico a cirurgia não é complicada, e o tempo de recuperação é rápido, geralmente 3 meses. No princípio terei que usar muletas e tomar cuidado para não fazer nenhum movimento mais brusco. Mas o que está me incomodando é o fato de ter que dar entrada no INSS, meu salário que já não é grande coisa cairá lá em baixo, fora o transtorno de ter que fazer perícias e aguardar a boa vontade do órgão depositar o benefício na conta.

Vou realizar a cirurgia no começo de setembro, então minha atualização patrimonial no final do mês acontecerá normalmente.
Vida após a cirurgia

Vida “quase” normal segundo os médicos. Restrição apenas para esportes de forte contato físico como futebol, luta, etc. Como não pratico nenhuma destas modalidades, e nem pretendo, pra mim não haverá problemas. No mais vou poder fazer natação, dança, ciclismo, musculação, corrida... até piano vou poder tocar. rs





O engraçado é que a gente só se interessa por um determinado assunto quando este acontece ou com alguém próximo ou com nós mesmos. Tenho certeza que poucos aqui nunca ouviram falar deste tipo de problema. O fato é que temos que estar atento tanto a estas como a tantas outras eventualidades que possam vir a nos ocorrer e a prevenção com exames anuais é a melhor solução. Aquela máxima vale aqui soldados “É melhor prevenir do que remediar”.

Dica do senhor Julius: Se você estiver passando por algum problema seja de saúde ou qualquer outra coisa, de uma pesquisada na internet sobre o assunto pois lá tem uma gama de material sobre os mais variados temas, encontrei pessoas que fizeram esta cirurgia e postaram videos no you tube dando dicas de como se virar no pós operatório.

Impacto nas minhas finanças

A primeira pergunta a se fazer ao realizar esta cirurgia é: Quanto isso vai custar?

Resposta: Segundo o médico o valor do procedimento incluindo a prótese é de R$ 28.000,00.


Vou ter que pagar por isso?

A resposta é não. Não vou ter que arcar com nada pois felizmente trabalho em uma empresa onde tenho um plano de saúde integral que cobrirá todos os custos.


ahh muleque

Aqui eu vejo uma vantagem em trabalhar em uma empresa privada onde os benefícios realmente funcionam. Se não fosse por isso eu estaria seriamente encrencado. Se fosse depender do SUS, quando saísse minha cirurgia das duas uma, ou teria melhorado da perna ou a outra também estaria ruim. rs

Apesar do plano cobrir minha cirurgia não sairei ileso disto não. Vou ter os custos normais com medicamentos, muleta e algumas mudanças no loyut da minha residência para deixa-la adaptada a minha nova condição.  Sei disso devido a pesquisas que fiz na internet onde encontrei video e depoimento de pessoas que passaram por este processo.


Como vou ter que depender de INSS o salário da empresa será cortado após 15 dias e dai em diante dependerei deste órgão. Sei que há histórico de atrasos no pagamento de benefícios para quem dá entrada no auxilio doença. Por exemplo, tenho um primo que se acidentou e ficou mais de dois meses sem receber nada, como o coitado era aquele típico brasileiro que vive de acordo com o salário que ganha e não tinha um tostão furado de reserva de emergência passou por maus bocados. Ele recebeu os atrasados depois mas já estava devendo meio mundo. Não é este o meu caso graças a Deus, apesar de estar sem caixa tenho os empréstimos que recebo dos meus devedores, e os valores que tenho a receber ultrapassam os meus gastos mensais que diminuirá ainda mais pois economizarei com custos de locomoção, lazer etc,ou seja, o dinheiro que tenho para receber poderá me manter até o ano que vem sem problema algum.

Não vou esperar a boa vontade do INSS,  vou usar o dinheiro que entrar dos empréstimos para me manter. Como por enquanto não terei salário meus aportes estarão comprometidos acredito eu que até o final do ano.

Acho que é isso soldados, peço que os senhores cuidem de vossa saúde pois sem ela não é possível curtir a IF com qualidade de vida. Felizmente para o meu problema há solução, mas há coisas que não se resolvem com uma simples cirurgia. Se você já foi ao médico e viu que está tudo bem meus parabéns, mas se não foi... bom, já sabem o que fazer. 





Grande Abraço


sábado, 15 de agosto de 2015

A decisão de comprar um carro



 Pois é confrades, quem diria,  o julius aqui resolveu meter a mão no bolso e comprar um poçante.  Mas... antes de alguém aqui começar o mimimi dizendo que carro é um passivo,  que fui engolido pela matrix, que fiz cagada blá blá blá... já quero deixar claro que esta foi uma decisão que eu quis tomar sabendo de todas as consequências e que já sou conhecedor de todos os percalços deste passivo chamado carro, ou populixo como alguns aqui preferem. 

O motivo de ter comprado o carro? É bem simples. Comprei por necessidade e conforto, nada mais nada menos. E comprei a vista só pra constar.

Há julius mas você é pobre, tem apenas miseros 30 mil  guardados, é besteira fazer isso, vai atrasar seus objetivos, sua independência financeira, etc...

Então eu lhes pergunto:

Se eu tenho 30 mil, e comprei um carro de por exemplo 15 mil, eu vou ficar mais pobre por isso?

Soldados, eu já sou um sujeito pobre como todos sabem, meu ordenado não chega nem a 2 mil mensal, aporto em média de 500 a 800 reais por mês, então a pergunta que vale um milhão é: Que dia que eu vou ficar rico ganhando isso e aportando esta miséria?

Uma coisa é você ter 30 mil de patrimônio e comprar um carro de 70 mil dando seu patrimônio de entrada e 60 parcelinhas  de 1.500 conto. Credo.

Outra coisa é você ter os mesmo 30 mil e usar parte deste valor para adquirir seu bem a vista.

Eu continuo possuindo os 30 mil da mesma maneira, só que parte deste valor esta imobilizado em um veículo.  Parece que existe uma falsa sensação de que se comprarmos um carro com nosso dinheiro o perdemos.  Mas não é bem assim que acontece pois o dinheiro continua lá, só que imobilizado. Mesmo se considerarmos a desvalorização o valor que pagamos não se esvai de uma hora para outra. Se eu resolver vende-lo posso recuperar cerca de 80 a 90% do valor de volta, e dependendo do negócio que fiz posso até lucrar na revenda. Não se esqueçam que muá aqui é o mestre dos centavos. Uhahuas. Então meu caro não venha aqui me dizer que joguei fora meu dinheiro pois ele continua comigo.

Mas julius e os impostos,  gasolina, manutenção, multas, batidas etc?





Pagando os impostos em dia e a vista tenho desconto, sobre a gasosa eu tenho a moto pra me ajudar a equilibrar isso, se cuidar bem do veículo vou ter poucas preocupações com manutenção, multas é só tomar cuidado apesar do animal aqui já ter dado umas escorregadas no passado uauahss, batidas a mesma coisa, tudo tem seus riscos e seus custos.
Quem acompanha o blog desde o início sabe que eu já tive a experiência de possuir um veículo, inclusive foi a venda dele que gerou meu primeiro capital inicial e divulgar aqui no blog. Vendi o carro pois o mesmo estava me dando muita dor de cabeça $$$. Comprei o veículo errado no momento errado, mas agora, agora confrades é outra história.

Que carro eu comprei? Não vou revelar o modelo aqui por diversos motivos mas posso dizer que é um POPULAR e que me custou entre doze a quinze mil reais.

Pra falar bem a verdade pra vocês comprei  um carrinho muito do bom, 1.0 econômico, adoro essa palavra, design elegante, quatro portas, alguns opcionais, por onde eu passo chama a atenção, tem um sonzinho da hora, ano 2002 mas parece ser 2012 pelo excelente estado de conservação, gostoso de dirigir e muito confortável. Enfim, não vou dar mais detalhes senão vou ter que dizer qual carro que é. rrs

 O que eu passava quando não tinha carro

Aqui meu caros entra a questão da necessidade pois eu estava cansado de tomar chuva quando saia de moto para o trabalho, tira casaco bota casaco uahuahs. Toda vez que o tempo fechava ou estava chovendo era um saco, tinha que  vestir a capa, colocar a calça, a bota de chuva e colocar as coisas que não podiam molhar dentro de uma sacola plástica, ai eu já perdia no mínimo uns 10 minutos. E quando chegava no local de destino a mesma coisa. E quando eu tinha que ir pra outro lugar  tipo um dentista, um médico, etc, como que fazia? Chegava na frente do local e passava a vergonha de mostrar toda a minha pobreza tirando aquela capa toda zuada e colocava dentro da minha bolsa para poder adentrar o estabelecimento. Sem dizer que dependendo da chuva a capa não adiantava porra nenhuma.
Mais ou menos desse modelo

Teve uma vez que eu estava indo ao trabalho e tive que parar no meio do caminho pois estava começando a chover, encostei a moto do lado de um semáfaro, a chuva caindo no pé do lombo já, tirei a capa da bolsa e estava colocando a mesma quando eu reparei que o povo que estava dentro dos veículos esperando o sinal abrir estavam todos me olhando com um olhar de “nossa que vida esse cara leva hein” alidado ao fato de um playboy estar encostado bem do meu lado com seu civic ouvindo funk e ostentando ao lado de uma novinha, aquilo foi pra cair o cú bunda me perdoem a expressão soldados, e eu trabalhador, honesto, responsável, malemá uma motoka.
Odeio Funkeiros
Esse foi apenas um dos perrengues que eu passava. Fora as vezes que o pneu da moto furava, não tinha borracharia por perto e eu ficava totalmente dependente do transporte público, ai meus caros, é enfrentar dois buzão, suvaqueira, mulher fedendo a quiboa e perder uma hora e meia só para chegar ao trabalho. CARALHO.

Teve um outro episódio onde minha namorada havia me convidado para ir a uma festa julina da empresa dela, aceitei prontamente pois eu gosto da comida que servem nestes eventos. Aconteceu que chegando na hora de ir começou a chover e como tanto eu como ela só tinhamos moto ficou complicado pra sair, quando estiava e ameaçavamos sair começava a chover novamente, pensamos em pegar carona com alguém mas o pessoal já estavam todos lá, pensamos em pegar ônibus, mas seriam dois pra ir e dois pra voltar, a distância até o local da festa até que era curta mas esses tragetos ridículos que os onibus fazem é pra matar qualquer um,  pra ir até que tudo bem mas pra voltar já não teria coletivo devido ao horário. Ficamos num empasse e como eu havia prometido que iria, com muita relutância revolvemos chamar um taxi. R$ ai... rachamos a despesa no meio mas mesmo assim achei o preço cobrado um absurdo, a distância da casa dela era de mais ou menos 8Km do local e o taxista nos cobrou R$ 50,00 ida e volta,  Que roubo.
A gota dágua
O carro se bem utilizado pode ser um aliado na busca pela IF, por incrível que pareça.  Querem uma prova?

Por exemplo, você pode usar o carro para trabalhar e consquistar seu salário com ele, há inumeros trabalham onde se é necessário o uso do veiculo, vendedor, corretor de imóveis, etc.

De repente você tendo um carro em mãos apareça uma oportunidade de negócio de ouro, um empreendimento etc onde se você tem o veiculo a disposição poderá vende-lo para ter liquidez para aplicar no que quer que seja.

Não estou aqui afirmando que se você comprar um carro vai ficar rico, não é isso meu jovem. O que estou querendo dizer é que ele abre diversas possibilidades mas não certezas. Eu posso quebrar a cara com o meu? Claro que posso mas estou ciente disso. Se voce for adquirir um veículo, conheça sua necessidade e só então tome sua decisão.

O impacto nas minhas finanças

Minha próxima atualização patrimonial cairá drasticamente isto é fato, como eu disse anteriormente comprei o carro a vista, mas... Sempre tem um mas não é mesmo rs.

Quem acompanha o blog sabe como trabalho com meu dinheiro, para comprar este veículo em questão eu não dispunha de todo o valor pois grande parte do meu capital esta imobilizado em empréstimos. O que eu fiz? Simples, emprestei dinheiro de uma outra pessoa.

Vou pagar juros? Mixaria,  Pois emprestei da minha companheira, vou pagar pra ela o juros que o tesouro direto está pagando, nada mais. Não vai sair nada do meu aporte pois vou quitando conforme vou recebendo os meus emprestimos.  Não deixei  de comprar o carro a vista pois eu possuia o valor necessário para tal mas como este estava imobilizado simplimente fiz um adiantamento. Muito simples.

Considerações finais

Qualidade de vida meus caros, esta é a palavra que resume esta minha nova aquisição, não me arrependo nem um pouco de ter feito isso, já dei alguns passeios com ele e atendeu muito bem as minhas expectativas,  fui há vários lugares, e vou dizer uma coisa, é outra vida. Muito mellhor, você se sente bem, confiante, confortável, seguro, sua alto estima vai lá pra cima, as pessoas  te olham com outros olhos (apesar de eu achar isso ridículo), enfim, é outra história outro mundo.

Confrades agora cabe  uma observação aqui.  Parece até estranho mas é justamente agora que eu mais vou precisar de um carro pois infelizmente estou passando por um problema de saúde que irá atrasar um pouco meus planos, logo este novo brinquedo chegou na hora certa.  Mas este é um assunto para outro post.

Espero que os senhores tenham compreendido a minha decisão mas sei que muitos pensam de maneira contrária sobre este tema. Cabe lembrar aqui que cada indivíduo possui necessidades diferentes e histórias diferentes, o objetivo aqui sempre vai ser atingir a independência financeira, mas no meu caso estou optando por esta busca com um pouco mais de qualidade de vida.



 Pra terminar bem... 


Grande Abraço