Mestre dos Centavos

Sem medo, sem desculpas, apenas resultados.

sábado, 14 de fevereiro de 2015

Mestre dos Centavos, Iniciando na Matrix parte II



Olá soldados,


Vamos dar continuação a minha história no início da vida escravista trabalhista na cidade dos pé junto.

Pois bem, como sabem até agora só me ferrei com essa história de servidor público pois fui parar em um dos piores setores da esfera pública, ou seja, o cemitério.


Algumas das eventualidades que acontecia no meu dia a dia

Logo após me adentrar literalmente dentro deste covil me vi passando por várias situações humilhantes pois quando não estava enterrando algum presunto  defunto, ou estava carpindo, rastelando, varrendo, fazendo cova ou ainda a abominável exumação. 


Exumação pra quem não sabe é o processo de retirar o corpo já enterrado da cova a pedido de algum familiar, pois os mesmos depois de muito tempo compravam um túmulo de cimento e pagavam para colocar os ossos dos seus entes queridos neste local.  Nem o He-Man viu tanto esqueleto como eu.




Os enterros na maioria das vezes eram tristes, famílias sofrendo, gente chorando... e eu lá, metendo terra pra cima! Teve uma vez que presenciei uma situação muito engraçada durante um enterro, vou contar essa pra vocês.

Em um determinado funeral, já enterrando o sujeito que foi abraçar o criador, ou cortar lenha pro pata rachada, (vai saber)  eu estava enterrando  e metendo terra no caixão quando reparei que havia lá um senhor inconformável com a morte do seu ente querido, acho que era irmão dele, sei lá. O fato é de que esse senhor não parava de falar, as vezes até gritar coisas do tipo: " não, não, você foi muito cedo, não quero, me leva junto, me leva..."  e eu metendo terra no caixão, só que nisso estava chovendo muito, tinha muito barro, todo mundo estava em volta da cova, inclusive esse senhor, eis que me acontece deste sujeito na hora que estava murmurando sobre a partida do seu irmão, ele me escorrega no barro e cai dentro da cova bem em cima do caixão onde estava ser irmão, nisso ele começou a pedir socorro e gritava " me tira daqui, me tira daqui". Não teve um que não deu risada na hora, eu quase me caguei de tanto tentar segurar o riso  afinal o sujeito a minutos atrás estava querendo ir com seu irmão, seu desejo estava sendo atendido.  Ajudamos ele a sair de lá todo cheio de barro e vergonha também. Isso aconteceu de verdade, eu vi kkk.

Passei por várias situações neste local, e por incrível que pareça aprendi algumas lições como por exemplo de que nunca devemos reclamar de alguém que partiu na beira da cova, e que aquele não era o meu lugar, definitivamente não era. (só quando bater as botas).

Como dito no texto anterior, passei por vários setores da prefeitura, o cemitério foi apenas um deles, trabalhei ao todo durante 4 anos como servidor público e dentro deste tempo andei cometendo algumas cagadas. Uma delas foi quando me deu a louca e resolvi sair comprando tudo por ai,  eu estava tão revoltado com a vida de merda que estava levando e aproveitei que meus pais tinham viajado e sai comprando de tudo um pouco desde roupas, tênis de marca,  vídeo game, comida em restaurante caro etc.  Tirei uma bicicleta em uma loja pra um amigo meu e disse "toma é sua, me dá trinta conto ai e ta certo", gente é sério, eu fiz isso. Eu estava realmente revoltado com meu trabalho e meu salário, ai aproveitei a oportunidade pra esbanjar. Fiz empréstimo no banco, peguei cheque especial, antecipei 13º, fiz tudo o que podia fazer pra arrancar dinheiro e gastar.

Quando meus pais chegaram de viagem, bem... quando chegaram...

Minha reação


Agi como se nada tivesse acontecido, eles viram o vídeo game em casa e eu disse que era de um amigo que tinha me emprestado. Sinceramente eu não sei por que cargas d'água eu achava que nunca iria ser descoberto pois 3 meses depois as contas começaram a chegar e meu nome pela primeira vez pois para o Serasa.  Se os senhores leram os posts anteriores com certeza conheceram sobre a história do meu pai, logo, imaginem a reação do meu velho quando descobriu que eu estava atolado em dívidas!

Tu vai morrer moleque!

Depois de um super Kamehameha  sermão,  e de me botar pra baixo do verme da bactéria da pulga do carrapato, Eu não apanhei (graças a Deus),  mas o que ele me fez fazer transcendeu qualquer surra que eu havia tomado em toda minha vida.

Meu pai era foda, com ele não tinha conversa, primeiro ele me fez pegar a bicicleta do meu amigo me mandou devolve-la a loja. A loja até aceitou mas me cobrou o tempo de uso. Depois  me fez devolver tudo o que eu podia devolver e o resto eu haveria de arcar com tudo sozinho pois se fui homem pra comprar serei homem pra pagar, segundo meu pai. Resultado dessa cagada: Meu pai me fez pagar tudo. Como? eu vos digo: Fiquei um ano inteiro sem salário, só trabalhando e pagando as contas. Meu pai confiscou meu cartão e pegava meu pagamento e pagava as contas com ele. Foi uma sabatina de um ano inteiro trabalhando de sol a sol, fazendo horas extras e não pegando nenhum centavo se quer. Passei vontade de comer um monte de coisa, perdi muitas festas e de pegar muitas menininhas também.  Depois dessa será que eu aprendi a lição? a resposta é SIM. Pelo menos nesse quesito.

É meus amigos a cagada foi grande, mas consegui dar a volta por cima graças a meu velho. Se não fosse por ele sinceramente não sei onde estaria ou o que seria de mim hoje. O sonho do meu pai era ver o filho dele trabalhando em alguma empresa de terno e gravata, limpinho, na sombra como ele dizia.  Infelizmente ele não viveu o bastante para isso. Hoje sei que ele teria orgulho do que me tornei, não trabalho de terno e gravata, não recebo um bom salário, mas minhas contas estão todas pagas, estou aprendendo a economizar e a investir também graças a meus colegas aqui do blog, tenho um trabalho limpo, estou infinitamente melhor do que quando trabalhava na prefeitura e meu grande sonho é a independência financeira através do seu exemplo. Devo isso a ele.

Dito isto senhores, os convido para a parte final do início da minha jornada na Matrix, consegui sair do serviço público e entrar na iniciativa privada mas neste tempo eu fiz uma outra cagada estratosférica, kkkk. O ciclo das cagadas ainda não acabou. 

A parte final da história promete arrepiar até o cabelo do dedão do pé dos mais incautos, pois essa próxima cagada  que contarei no próximo post, foi, é, e sempre será a pior de todas as cagadas que nós podemos cometer em nossa existência. 




 Continua...

23 comentários:

  1. Quantos anos você têm? Trabalhar em cemitério deve ser horrível e não que eu tenha medo da morte mas ficar colocando cimento, tampando, re-colocando, deve ser um trabalho muito chato e cansativo. Pois morre gente todo dia e todo dia o mesmo trabalho estressante.


    Ass: pobre da Tommy Hilfiger

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Denim

      Quase 3.0, realmente era um trabalho estressante e cansativo, ainda bem que consegui sair a tempo!

      Valeu

      Excluir
    2. Cara, você é muito novo para não ter mais pai. Como o seu pai faleceu? Acidente?

      Excluir
    3. Meu pai faleceu de cancêr. Essa doença é foda, mata mais que qualquer coisa no mundo!

      Excluir
  2. Casou? Lá vem os ferrados do pobretao.
    Sou casado e tenho mais saúde, qualidade de vida e principalmente grana que 100% dos frequentadores daquela busteca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns!
      Ganhou uma estrelinha.

      Excluir
    2. Ola Anom, que bom pra você, fico contente que tu tem uma boa qualidade de vida!

      Parabéns

      Excluir
    3. Por que vc se doeu no cuzinho ?
      Se o cara casasse sendo coveiro ia ser uma cagada mesmo, não sou contra o casamento. Sou contra o casamento de pobres.

      - anon 08:10-

      Excluir
  3. Quase cai da cadeira agora imaginando a cena do cara caindo dentro da cova... Me tira daqui, socorro... kkkkkkkkk. Parabéns pelo blog. Realmente a blogosfera de finanças é bastante variada, pessoas solteiras, casadas, que começaram do nada, pessoas criadas pela vó e que nunca pegaram numa enxada. Coincidência ou não, as pessoas que tiveram um passado humilde geralmente tem bastante histórias engraçadas para contar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem me fala Anom, é cada coisa que a gente passa que só Deus sabe mesmo! kkkk.

      Excluir
  4. Boa Mestre!

    Espero ansioso pela próxima cagada!kkkkkk

    Mas infelizmente quando fizemos este tipo de coisa é que aprendemos a fazer o certo depois e é com esses exemplos que ajudamos os camaradas a não repetirem o mesmo erro!

    Que D-us multiplique a sua fortuna!

    +$

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Capital

      A próxima promete ser monstruosa. kkkk. É verdade, é na dor que aprendemos. Faz parte da vida!

      Obrigado pela visita amigo Capital.

      Fique rico!

      $$$

      Excluir
  5. Estudante sulamericano16 de fevereiro de 2015 05:09

    Agora imagina eu aqui, no meu carnaval depressivo, lendo tudo isso...

    Força pra todos nós, mestre centavos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estudante, faz parte da vida, não fique depressivo. Tudo passa, seja situações boas ou ruins.

      Que a força esteja conosco.

      $$$

      Excluir
  6. Gostei da forma que você escreve, aguardando o restante da historia para ver se me inspira no que fazer da vida.

    E também aguardando ainda algumas dicas de frugalidade, afinal você é o Julius hehehe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anom

      Que bom que voce esta gostando do blog, fico contente. Assim que terminar de contar minha história estou pensando em escrever justamente sobre dicas de frugalidade. Fique na espreita que logo logo vai sair coisa boa.

      Abraço

      Excluir
  7. Excelente postagem... Que história, cara. Parabéns pelo blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Anom, de onde vem essa tem muito mais!

      Abraço

      Excluir
  8. Muito legal a história. Continue com a sua saga. Eu estava pensando em criar um Blog também, estou iniciando agora os meus estudos sobre educação financeira e também pensando em começar a investir. Acho que o Blog incentiva, ensina, informa e motiva. Além de ser algo que pode ser muito divertido. O seu exemplo me motiva a escrever o meu Blog também. Um forte abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, cria sim. è muito bom, além de um excelente passatempo o blog nos motiva e muito na luta pela IF. Me motivei lendo alguns blogs como o do pobretão, do corey, heavy metal, e tantos outros. Comece pelo começo. Vale muito a pena pois você aprende se divertindo e de lambuja da uma turbinada na renda pois quanto mais você aporta e vê o seu patrimônio crescer, mais você quer aprender. Espero que comece o seu blog o quanto antes e venha disputar conosco no ranking do Pobretão.
      Grande abraço

      Excluir
  9. artigo novo no agiotas sa
    https://agiotassa.blogspot.com.br/2017/02/carteira-de-emprestimos-r-57412.html

    ResponderExcluir